Home / Artigos / Por que uma boa gestão financeira é importante para as construção civil?

Por que uma boa gestão financeira é importante para as construção civil?

Os recursos financeiros no processo de construção civil, precisam ser administrados de maneira eficiente. Diante disso, fatores como a mão de obra precisam ser direcionados em conformidade com as necessidades da empresa. Assim também, os materiais utilizados nas atividades devem passar por uma boa gestão financeira para evitar prejuízos ou custos elevados.

A importância da realização de orçamentos na construção civil

As construtoras realizam orçamentos para calcular os gastos e verificar se terá retorno pelos serviços contratados na realização de obras. Logo, os engenheiros, arquitetos, construtores e outros profissionais que trabalham com obras públicas e licitações, devem priorizar a gestão financeira. Isso, porque os seus recursos não podem ultrapassar o limite previsto, assim como precisam ser utilizados de maneira correta.

Gestão financeira da obra

Os gestores da construção civil possuem sistemas virtuais disponíveis para auxiliá-los em seus orçamentos. Eles ajudam a evitar atrasos durante a execução de obras e atividades relacionadas, além de prevenir possíveis imprevistos. Esses poderiam acontecer, caso não houvesse os recursos financeiros necessários ou trabalhadores suficientes capacitados para desenvolver as etapas da obra.

Com isso, não é necessária a utilização de planilhas e meios que contenham grandes chances de ocorrerem erros ou falhas. Assim, um sistema de gestão eletrônico ajuda no controle de equipamentos e empresas que prestam serviços para a construtora.

Para isso, também é importante analisar quanto entra e sai do caixa de sua empresa no decorrer do tempo. Muitas companhias iniciam suas atividades com parte do valor total necessário para concluir o serviço prestado. Caso não haja o pagamento em dia, poderá acontecer a demora no prazo para o término da construção.

Por outro lado, se os valores disponíveis forem suficientes ou até mesmo sobrarem, eles poderão ser aplicados de várias formas. Entre elas, para melhorar a capacidade de gestão financeira sobre o que está sendo investido. Além disso, as despesas precisam estar em dia para garantir que a finalização das obras e proporcionar um excelente resultado.

Principais fatores que provocam uma boa gestão financeira

A realização do cronograma físico-financeiro para organizar cada etapa de operação é essencial. A primeira parte envolve o desenvolvimento da obra e detalhes do que foi planejado. Já a segunda questão, trata de valores orçamentários e a sua relação com a produção de seus funcionários. Dessa maneira, o cronograma irá reduzir o tempo necessário para realizar as análises e garantir uma boa gestão financeira. Assim, essas informações precisam abranger custos com serviços, funcionários, equipamentos e outros itens.

Independentemente do tamanho da organização que contratou os seus serviços, é preciso fazer um planejamento financeiro e estabelecer metas. Logo após, veja se sua companhia, que executa as atividades, tem condições de terminá-las. Esteja atento com os pagamentos e liberação de recursos para garantir o equilíbrio das contas.

Administrar bem o seu orçamento

Administrar bem o seu orçamento, ajuda a se preparar para que nenhuma crise atrapalhe o fluxo da obra. Dessa forma, a qualidade do projeto será maior, o que aumenta a satisfação de seus clientes. Também é imprescindível a redução de desperdícios no processo das atividades da construtora. Isso, para que ela tenha uma imagem positiva perante o público e cresça no mercado.

Outra questão que precisa ser destacada é o impacto ambiental gerado pela empresa responsável pelas obras de construções civis. Uma boa gestão financeira reduz prejuízos ao meio ambiente, evitando gastos futuros com multas e para corrigir problemas relacionados.

O gerenciamento inteligente desses recursos também prioriza a segurança e a proteção dos que irão ser beneficiados com o projeto. Logo, ele deve atender padrões de qualidade e normas regulamentadoras que abrangem o trabalho das construtoras.

Caso essas não forem seguidas à risca, problemas irreparáveis poderão surgir, devido ao mau uso dos valores investidos nas obras. Da mesma forma, penalidades serão impostas, como indenizações milionárias e até mesmo o fechamento da organização responsável pelo projeto.

Os profissionais que estiverem envolvidos também podem ser punidos, como o engenheiro e o arquiteto envolvidos, que falharam em seu trabalho. Diante desses fatores, os prejuízos financeiros são altíssimos, além de prejudicar a imagem da companhia.

Assim, sempre será melhor investir um pouco mais agora, do que querer economizar cortando custos que são prioritários. Entre eles, medidas de proteção relacionadas com a estrutura a segurança da obra.

Logo, outros gastos podem ser cortados, como maquinários e materiais desnecessários. Para isso, uma boa gestão financeira ajuda nessas questões, pois deixa claro como está sendo geridos os recursos. Também facilita a realização de análises e planejamentos para o término do projeto pela equipe que está de frente.

Sistema integrado de gestão

Para isso, um sistema integrado de gestão evita o uso de planilhas e outros dados de maneira equivocada. Logo, reúne essas e outras informações para que haja a sua correta aplicação nas atividades desenvolvidas pela construtora.

Assim, materiais adquiridos, bem como pagamentos de funcionários, fornecedores e despesas mensais, por exemplo, ficam disponíveis nessa plataforma. Eles são organizados em um sistema de gestão e orçamento de obras, para que os profissionais competentes possam utilizá-los.

Da mesma forma, a logística dos produtos que serão utilizados, precisa se adequar aos espaços disponíveis nos estoques. Utilize relatórios para auxiliá-lo nisso, assim como números estatísticos sobre a entrada e saída dos itens armazenados. Eles devem abranger custos diretos e indiretos com o serviço, bem como o fluxo das tarefas.

O relatório irá permitir que o engenheiro saiba quais são as vantagens e desvantagens que o seu projeto possui. Também deixa transparente quais serviços estão adiantados e os que podem atrasar. Dessa forma, ajuda ao profissional a tomar atitudes perante situações e prever possíveis problemas.

Gerenciamento de falhas

Logo, a contratação de uma plataforma online para gerenciar essas e outras informações, minimiza prejuízos com a execução do projeto. Também impede surpresas negativas lá na frente, que seriam provocadas falhas humanas ou erros na integração dos dados da obra.

Projetos, como a construção de edifícios ou a reforma de residências devem ser devidamente administrados passam por uma rigorosa gestão. Assim também, a pavimentação de ruas e avenidas, entre outros, deve passar por um gerenciamento eficaz que garanta uma boa gestão financeira.

Independente da atividade a ser realizada pela construção civil, tenha sempre o controle integrado de todos os recursos e atividades de sua empresa. Acesse o nosso site e conheça um sistema de gestão e orçamento de obras que irá ajudá-lo a alcançar uma excelente gestão financeira em seus empreendimentos!

Comentários desativados.